ALGARCATALOGO

Clique na imagem:

algarsementes
Bootstrap Example

Lista de Tipos de Sementes:

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

03
Jul
21

ricinus.jpg

10 sementes 1,50€

 

Ricinus communis ,também conhecido como Mamona, Carrapateiro, Carrapato, Castor, Palma-de-cristo, Rícino, Mamoneira, Tortago.

 

A mamona é um arbusto ou arvoreta de textura semi-lenhosa, tropical, perene, conhecida por suas qualidades de aplicações na indústria química e na de biodiesel, mas que também apresenta folhagem, flores e frutos bastante ornamentais. O caule é único, ereto e lenhoso em sua base, ramificando antes do final do primeiro ano de crescimento. Suas folhas são brilhantes, alternas, palmadas, profundamente lobadas, com margens dentadas e sustentadas por longos e fortes pecíolos. Na forma típica da espécie, elas surgem com tonalidades avermelhadas que gradualmente vão atingido a cor verde clara ou verde-escura. As flores surgem em inflorescências terminais do tipo panícula. As flores femininas são geralmente na cor verde, ou de tonalidades avermelhadas, sem pétalas. As flores masculinas são amarelo esverdeadas, com estames na cor creme. Os frutos que se formam são cápsulas globosas, com três sementes cada, recobertas de espinhos e podem ser verdes ou avermelhadas, de acordo com a cultivar. As cápsulas secas se dividem em três partes, expondo e liberando as sementes.

A calda de mamona, que é de extrema utilidade na agricultura. A calda de mamona detém propriedades insecticidas, fungicidas e até algum efeito biofertilisante, combate diversas doenças provocadas por fungos e vírus, é utilizada como adubação foliar e como repelente de diversos insectos. Ela pode ser aplicada na horticultura no geral, nas árvores de fruto, nas flores e plantas de interior.
Ao aplicar deve borrifar a planta de modo homogénio de forma que as toxinas da mamona actuem devidamente sobre as pragas. Falamos especificamente da toxina ricina e da toxina reacinina, juntas elas ajudam a danificar as paredes das células das pragas.

 

Como preparar a calda de mamona


Vai necessitar de uma proporção de 4 folhas de mamona grandes para um litro de água.

Extraia o talo às folhas de mamona, eles não têm interesse, é na folha que se concentram os princípios activos.
Rasgue e coloque as folhas de mamona num recipiente junto com a água e com a ajuda de um pau pressione bem as folhas, a finalidade é extrair o máximo de princípios activos.
Depois das folhas bem pizadas, deixe-as a macerar no escuro por doze horas. A melhor maneira é preparar a solução no fim de tarde e deixar actuar durante a noite, a luz pode alterar as qualidades da solução.

Depois de decorrido o tempo indicado, coe a calda e passe-a para o pulverizador à razão de um litro de caldo para 9 litros de água.
No ato da pulverização tenha o cuidado de evitar as horas de mais calor, sob o risco de provocar queimaduras das plantas. A melhor maneira de não correr riscos é aplicar a solução ao final da tarde, é uma hora de menos calor e têm a noite pela frente.
Outro cuidado que deve ser tido em conta é a proteção pessoal, já que esta calda de mamona também é tóxica para nós seres humanos e animais no geral (Plantas venenosas - precauções e cuidados)

Além de todas as funcionalidades já referidas, a calda de mamona também atua na eliminação de formigas. Prepara-se a calda conforme as instruções e aplica-se diretamente nos formigueiros.

 

Alerta:

Todas as partes desta planta são tóxicas, em especial as sementes. Além de simples diarréias, poucas já podem provocar a morte. É preciso ter cuidado com animais domésticos, principalmente ao utilizar tortas de mamona misturadas com farinha de ossos, que às tornam atrativas

As sementes da mamona encerram um óleo bastante viscoso e fácil de solubilizar em álcool, de forma que ele é um ingrediente ideal para a produção de biodiesel. Este óleo, tem também diversas e valiosas aplicações na indústria química. Elas contém ainda uma poderosa toxina, a ricina, que é mortal mesmo em pequenas doses.

 

Sementeira:

  • Semear com temperatura minima de 22º
  • Colocar as sementes na agua morna 24/48 horas
  • Pode semear directamente no local difinitivo ou em vaso
  • Se optar pelo vaso,colocar terra no vaso
  • Colocar a semente e cobrir com terra
  • Regar,manter húmido,sem encharcar
  • Germinação,cerca de 30 dias,pode demorar mais.

Poderá fazer qualquer encomenda pelo email Algarsementes@sapo.pt  tel/whatsapp: 927620658

Lembramos, que as informações aqui contidas, terão apenas finalidade informativa, não devendo ser usadas para diagnosticar, tratar ou prevenir qualquer doença, e muito menos substituir os cuidados médicos adequados

publicado por Algarsementes às 14:40
pesquisar neste blog
 
mais sobre mim
Contactos
Algarsementes@sapo.pt Tel:92 76 20 658
Mensagens
comentários recentes
Boa noite Sr Filipe,De momento não temos plantas,m...
blogs SAPO