ALGARCATALOGO

Clique na imagem:

algarsementes
Bootstrap Example

Lista de Tipos de Sementes:

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mensagens
subscrever feeds
27
Jul
18

tabaco.jpg

                           Tabaco virginia gold cerca de + 2000 sementes 5€

 

Virginia Gold variedade antiga com altos rendimentos,folhas brilhantes e baixo nivel de nicotina.Principal componente para cigarros light.

 

Nome comum: Tabaco Golden Vrginia

Origem: Cuba

Familia: Solonaceae

Dificuldade de germinação:Facil-Médio

Tempo de germinação:  7 a 10 dias

Taxa de germinação:+de 90%

 

Entendendo as condições do solo e do clima

Saiba que o tabaco é cultivado em quase todos os tipos de solo. É uma planta muito resistente. Ela se desenvolve bem em lugares onde qualquer outra cultura se desenvolva, mas, via de regra, cresce melhor em solos com boa drenagem. Uma informação importante é que o tabaco é extremamente afetado pelo solo em que é cultivado; solos mais claros geralmente produzem tabaco de cor mais clara, e solos mais escuros produzem tabaco escuro .

Para obter melhores resultados, cultive tabaco em clima seco e quente. Ele precisa de um período de 3 a 4 meses sem geadas, entre o seu transplante e a sua colheita.[2] Para ter bons resultados, o tabaco deve ser amadurecido sem chuvas fortes, pois o excesso de água fará com que a planta se torne fina e escamosa. A temperatura ideal para o cultivo é entre 20ºC a 30ºC.

Polvilhe sementes de tabaco sobre um substrato para germinação e regue um pouco. Coloque o substrato em um vaso de flores ou num tabuleiro de esferovite (tipo peixe), de preferência com furos na parte inferior. Essas sementes devem ser cultivadas dentro de casa de 4 até 6 semanas.

• O substrato é um composto com nutrientes que promovem o crescimento saudável das sementes. Ele está disponível na maioria das lojas de jardinagem e em viveiros de plantas.

• As sementes do tabaco são muito pequenas (não muito maior do que a ponta de um alfinete), por isso não exagere na quantidade. Deixe um espaçamento adequado entre as sementes para evitar a superlotação.

• Por serem tão pequenas, não é recomendável iniciar o plantio ao ar livre.

• As sementes do tabaco exigem temperaturas quentes, que variam entre 23 ºC a 26ºC, para que germinem adequadamente. Se não estiver cultivando tabaco em uma estufa, verifique se o seu espaço interno atende aos requisitos de temperatura.

• Não cubra as sementes com terra, já que precisam de luz para germinar; cobri-las poderia retardar ou mesmo impedir a germinação. As sementes costumam a germinar entre 7 a 10 dias,mas pede levar até 4 semanas. Regue o solo com frequência para mantê-lo húmido, mas não encharcado. O solo nunca deve ficar totalmente seco.

• Tome um cuidado extra ao regar, pois a força da água pode arrancar as mudas recentes de tabaco.

• Se possível, humedeça as mudas pelo fundo. Se usou um vaso de flores com furos no fundo, coloque-o sobre uma bandeja com água. Deixe-o por alguns tempos, de modo que a água seja absorvida. Isto regará as mudas sem molhar as folhas. Transplante suas mudas para um vaso maior após 3 semanas. Elas devem estar grandes o bastante para o transplante se tiverem sido regadas e resguardadas corretamente.

• O transplante das mudas para um recipiente maior permitirá que desenvolvam raízes fortes e saudáveis,se forem suficientemente desenvolvidas poderá muda-las paraolocaldefinitivo.

• Para saber se elas já têm o tamanho certo, tente pegá-las. Se puder colocá-las facilmente entre o polegar e o indicador, elas estão prontas para o transplante. Se estiverem muito pequenas, deixe a germinação continuar até que atinjam o tamanho certo.

• Transplantar a raiz nua (sem solo) ou com alguma terra diretamente do vaso para o jardim é o método mais fácil.
No entanto, depois de transplantada, a raiz nua da planta pode entrar em "choque", e algumas ou todas as suas folhas podem amarelar e murchar. Depois de uma semana, a planta começará a florescer novamente, mas, no geral, se evitar o choque, economizará uma semana de espera, e a planta começará a crescer imediatamente uma vez transplantada. Regue as mudas com uma solução de fertilizantes ou com um fertilizante à base de algas marinhas e emulsão de peixe para plantas novas. Isso deve alimentar as plantas o suficiente até que estejam prontas para serem transferidas para o jardim, dentro de 3 ou 4 semanas.

• Se a planta começar a ficar amarelada ou atrofiada, pode ser necessário aplicar uma outra dose de fertilizante. Faça isto moderadamente, pois se houver excesso de fertilizantes enquanto estiverem nos vasos, pode ocasionar queimaduras ou crescimento exagerado. Prepare o terreno da horta para transplantar as plantas maiores. Veja se a área do plantio do tabaco é exposta ao sol constantemente, bem drenada e cultivada.

• A falta de sol resultará em plantas mirradas, com pouco crescimento e com folhas finas. Isto não será um problema se tiver a intenção de usar este tabaco apenas como invólucro de charutos, já que a sombra pode dar às folhas características desejáveis.

• Além disso, teste o pH do jardim. O tabaco precisa ser plantado em solo levemente ácido, caso contrário não irá prosperar. O solo deve ter pH 5,8. Pouco crescimento e outros distúrbios podem ocorrer se o pH do solo for igual ou superior a 6,5.

• Evite fazer um jardim em solo infestado de doenças e nematóides. Os nematóides são parasitas que se alimentam do tabaco e extremamente difíceis de serem exterminados, na ocorrência de uma infestação. Transfira os pés de tabaco para o jardim quando os brotos estiverem medindo entre 6 a 8 cm de comprimento. Deixe um espaço de 60 cm a 90 cm entre cada planta, alinhando-as em fileiras, e dê um espaço de 1 m a 1,2 m entre cada fileira.

• Os pés de tabaco exigem muitos nutrientes do solo; isto significa que irão esgotá-lo em cerca de 2 anos. Para contornar este problema, empregue um rodízio de 2 anos, plantando-os em um local diferente e esperando um ano antes de transferi-lo de volta para o local original.

• Ao invés de deixar a horta vazia, você pode fazer um rodízio entre o tabaco e outras plantas que não sejam suscetíveis às pragas transmitidas pelo solo, como o milho ou a soja. Regue abundantemente o tabaco todas as noites por alguns dias até a planta estabelecer-se. Quando estiverem bem estabelecidas, pode regar com menos frequência, evitando o excesso.

• Mantenha as plantas bem regadas sem deixar o solo encharcado. Se tiver um período de seca, providencie a instalação de um sistema de irrigação. Assim, o solo não ficará tão seco, o que pode prejudicar o crescimento da planta.

• Se houver expectativa de dias de chuviscos ou chuvas leves, poderá regar com menos frequência ainda. A estrutura da folha de tabaco possibilita que a planta recolha e canalize a água para a sua raiz. Aplique um fertilizante com baixo teor de cloro, que contenha apenas nitrogênio na forma de nitrato. Os fertilizantes utilizados para os tomates, pimentões e batatas também são adequados.Só no caso de ser necessário.Use sempre bio.

• Excesso de adubação é um problema sério, pois pode causar um acúmulo de sal prejudicial. A quantidade de aplicação vai depender do grau do fertilizante, da fertilidade natural do solo, das perdas de nutrientes por lixiviação, além de outros fatores subjetivos. Consulte as instruções do fertilizante para um uso adequado.

• É recomendável aplicar o fertilizante várias vezes. Quando o tabaco florescer, não será mais preciso fertilizar. Remova o broto terminal assim que a planta começar a florir. A remoção do broto terminal (central) permitirá que as folhas superiores fiquem maiores e mais grossas do que sem este procedimento.

• O broto terminal é o mais proeminente e está localizado geralmente na parte superior do caule. É possível remover a parte superior simplesmente quebrando-a ou cortando-a, de preferência, antes que todas as flores se abram.

• Logo após a remoção, brotos axilares ou ramos vão se desenvolver em todas as folhas. Remova-os à mão também, pois, caso contrário, eles reduzirão a qualidade e a produção do tabaco. Capine delicadamente o solo em volta do pé de tabaco, mantendo-o livre de ervas daninhas. Revolver o solo ao redor da base da planta ajudar a fortalecê-la.

• A raiz do tabaco cresce rapidamente e fica muito grande, com milhares de raízes alimentadoras pequenas, semelhantes a pelos, que crescem próximas à superfície do solo. Tome cuidado ao arar ou capinar a terra, evitando não penetrar muito a terra para não danificar as raízes.

• Depois de 3 ou 4 semanas do plantio, pare de arar o solo, apenas passe o rastelo para controle das ervas daninhas. Borrife a planta com pesticidas específicos para tabaco se notar pragas ou apodrecimento. Entre as pragas mais comuns do tabaco estão as larvas de brocas, lagartas do fumo e patógenos.

• O tabaco está sujeito a infestação de diferentes insetos e doenças. A rotação de culturas pode ajudar a reduzir a probabilidade de infestações, mas não é uma garantia.

• Se não conseguir se livrar de infestações, há muitos pesticidas específicos para tabaco em lojas de jardinagem. Lembre-se de que alguns pesticidas são especificamente voltados para o controle de insetos em plantas jovens, enquanto outros apenas matam fungos. Encontre o mais adequado à sua situação.

• Colhendo e secando tabaco
Corte a planta no talo, mantendo as folhas nele. Também é possível remover as folhas da haste no local. Os pés de tabaco estarão prontos para a colheita até 3/4 meses após o plantio.

• Os caules devem ser cortados cerca de 3 a 4 semanas após a remoção do broto terminal. As folhas inferiores estarão parcialmente deterioradas neste momento. Caso as remova no campo, dever haver 4 ou 5 colheitas com intervalos de 1 a 2 semanas, começando pelas folhas inferiores. A primeira colheita deve ser feita logo após a remoção do broto terminal e quando as folhas começarem a amarelar.

• As flores inibem o crescimento das folhas e competem pelo sol, portanto, removê-las é importante para obter o maior número de folhas de tabaco possível.

• Será preciso manter as folhas intactas, porque elas vão ser penduradas durante o processo de cura. A cura é necessária para preparar as folhas para o consumo. Este processo faz com que a folha produza diversos compostos, que dão ao tabaco curado o seu sabor de feno, chá, ou frutado. A cura também contribui para a "suavidade" do tabaco. Pendure as folhas de tabaco em um local bem ventilado, quente e húmido. A temperatura sugerida para a cura varia de 18ºC a 35ºC, com a humidade relativa ideal entre 65% a 70%.

• Dê um espaço adequado entre os caules para uma secagem satisfatória das folhas.

• Uma cura adequada deve levar algumas semanas, a fim de obter uma boa qualidade. O tabaco que cura muito rápido ficará verde e provavelmente não terá um bom aroma ou sabor. As folhas que curam muito devagar podem desenvolver mofo ou podridão. Acompanhe a secagem do tabaco de perto para perceber os sinais e ajustar a temperatura e a humidade de acordo com a necessidade.

• Se fizer a cura das folhas ainda no caule, retire-as assim que o processo terminar.

• Um local que possa ser aberto e fechado é o ideal para controlar a humidade e a secagem. Alguns produtores de tabaco caseiro possuem instalações para a cura e podem vendê-las.A cura de tabaco em contato com o a ar é destinada principalmente para charutos.

Para evitar que as folhas de tabaco mantenham uma cor esverdeada mesmo depois de secas deve colocar dois dias expostas ao sol directo antes de colocar no local de secagem.
Lave as folhas para retirar terra ou detritos e atravesse cada uma com um fio resistente (uso normalmente fio de cobre eléctrico mas qualquer fio com agulha também serve) que depois deverá ser pendurado no local de secagem.

Curar Tabaco

A cura do tabaco é o passo mais importante, é nesta fase que vai conferir carácter e aroma ao seu tabaco. A cura do tabaco consiste em proporcionar um clima favorável à fermentação dos açucares contidos na folha libertando amoníaco e alcatrão esta fermentação ocorre devido a enzimas contidas naturalmente na folha, . Existem duas formas de curar o tabaco: A forma mais rápida consiste em construir uma pequena estufa com temperatura e humidade controlada obtendo um produto pronto a ser consumido ao final de 3 semanas.  A segunda forma demora mais algum tempo e consiste em armazenar numa caixa de cartão num ambiente ameno. Desta forma poderá obter um produto aceitável ao final de 3-4 meses.

A forma rápida: Construa uma estufa ou use algum armário antigo ou frigorífico velho que não use. A estufa deve ser hermética para evitar perda de humidade e ar quente. Deve usar uma fonte de calor, uma lâmpada incandescente ou um termo-ventilador ligado a uma tomada com temporizador e uma fonte de humidade, um vaporizador ou uma chaleira eléctrica ligada a uma tomada com temporizador. Deverá afinar o sistema de modo a manter uma temperatura de 30ºC-40ºC com 80%-90% de humidade durante os primeiros 4 dias. Baixando depois gradualmente até atingir 25ºC-30ºC e 30%-40% durante a última semana. O sistema deverá ficar ligado durante 4 semanas no mínimo.

A forma Lenta: Coloque o tabaco numa caixa de cartão dentro de casa e guarde durante 6 meses abrindo a caixa esporadicamente e sacudindo o tabaco para libertar a amónia e o alcatrão.

A forma Mista: (A que eu uso e recomendo) Coloque o tabaco dentro de uma caixa de cartão com um peso em cima das folhas de tabaco (eu uso uma lista telefónica . Mantenha a caixa junto a uma fonte de calor, qualquer electrodoméstico serve, eu uso uma televisão ou atrás da caixa de um computador. De dois em dois dias revolva as folhas de tabaco e pulverize com água usando um borrifador caso estejam a ficar demasiado secas. Após 4 semanas mude a caixa para um local seco e protegido da luz e deixe repousar durante mais dois meses borrifando com água esporadicamente caso as folhas fiquem demasiado secas.

Preparar Tabaco

Após o processo de cura estar terminado poderá começar a consumir o tabaco. No entanto mesmo depois da cura a qualidade ainda não é muito boa apesar de já poder ser consumido. O ideal é deixar passar mais tempo, tendo em mente que quanto mais tempo passar melhor fica o tabaco. Poderá misturar uma pequena parte do seu tabaco com o tabaco comprado e ao longo do tempo ir aumentando progressivamente a quantidade do seu tabaco.
Caso as folhas estejam demasiado secas e quebradiças borrife com um pouco de água e aguarde algumas horas. Em pouco tempo ficarão de novo maleaveis e fáceis de trabalhar.
Mediante a utilização que desejar poderá cortar em tiras finas com uma tesoura, x-acto ou guilhotina  Eu uso um aparelho de cortar couves para o caldo verde. Poderá também deixar secar as folhas mais um pouco e colocar numa picadora obtendo pequenos flocos iguais aos dos cigarros comerciais e mais fáceis de usar nos cigarros em tubo.
Após o processo de cura estar completo poderá também aromatizar o tabaco usando essências de baunilha ou fruta normalmente usadas em culinária  pode usar brandy, vinho do Porto, pode também misturar com outras ervas secas menta, salva, etc. Pode dividir o tabaco em pequenas quantidades e aromatizar cada uma de forma diferente.

Armazenar Tabaco

Após o processo de cura deve manter as folhas inteiras e só cortar conforme necessário. Guarde numa caixa de cartão dentro de um armário num local sem humidade e protegido da luz solar. O cartão permite que as folhas respirem no entanto retira alguma da humidade. Ocasionalmente borrife com um pouco de água. O tabaco é altamente higroscópico por isso irá absorver toda a água e odores que se encontrem em contacto com ele. Evite guardar junto a fontes de cheiros desagradáveis como detergentes ou sapatos mal cheirosos.
Caso já esteja satisfeito com o produto final e ache que não precisa de envelhecer mais, corte as folhas de tabaco e guarde em frascos de vidro num local ameno e longe da luz directa. Desta forma consegue preservar o tabaco inalterado durante muitos anos.
Lembre-se quanto mais tempo tiver o tabaco melhor fica.

Poderá fazer qualquer encomenda pelo email Algarsementes@sapo.pt tel: 927620658

 

 

publicado por Algarsementes às 16:10
De Anónimo a 3 de Abril de 2019 às 22:36
Eu sou de Olhão gostava de saber se dá receber as sementes de Virgínia gold sem ser por correio ou então de ir às buscar.

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Botão WhatsApp - Canal TI
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
Contactos
Algarsementes@sapo.pt Tel:92 76 20 658
ALGARCATALOGO
comentários recentes
Boa tarde estou intressada nas sementes de consold...
blogs SAPO